Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria Inês.

por Inês Saraiva

Maria Inês.

por Inês Saraiva

[01.01.2017]

_K8A1277.JPG

 

2016. Foste um ano tramado. Foste o melhor e também conseguiste ser tão terrível. Não te consigo descrever melhor do que isto. Mas sei que mal tinhas nascido já eu te desejava, porque seria o Nosso Ano, e, a meio puxaste-me o tapete, fizeste-nos cair no chão, andámos meses a temer o pior, até mesmo nos dias que antecidam o Dia do Ano, o meu casamento.

Mas conseguiste ser doce, soubeste trazer-nos a felicidade de um dia inesquécivel, a esperança de dias melhores. No fundo, tornaste-nos mais fortes, mas também mais reciosos, é estranho 2016!

Dei por mim, entre um e outro desejo de 12 passas, a pedir um único desejo: Saúde! Não quero (ouviste 2017?) que me voltem a puxar o tapete!!!

 

Hoje, no dia 01.01.2017, olho para a frente com serenidade, com a certeza de que mesmo sabendo que nem sempre foi fácil, nem sempre foi ou será perfeito, vive comigo uma vontade, enorme,  de festejar, de acreditar na vida, em todas as coisas, ainda que pequenas, acreditar em cada passo, em cada avanço, ou recuo.

Hoje, sinto-me grata, caí, ás vezes tive ajuda para me levantar, noutras fi-lo sozinha, mas mesmo aqui, sei que nunca estive sozinha, e, sinto gratidão por isso.

Hoje, dia 01.01.2017 tenho também uma pequena lista de resoluções. Resoluções que são a confirmação de tudo o que faz parte da minha essência.

Arrisco nas que podem fazer a diferença neste Novo Ano.

Acredito em mim e em ti Ano Novo.

 

 

 

 

 

Que seja O ano das vossas vidas!

Maria Inês.

7 comentários

Comentar post