Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria Inês.

por Inês Saraiva

Maria Inês.

por Inês Saraiva

26 de Março, 2015

30 anos. Ainda estarei a tempo?!

Inês Saraiva

30 anos e ainda estarás a tempo?

A tempo de mudar de vida mais uma vez, a tempo de escolher outro caminho. Tens 30 anos, és nova, sou nova, mas estarei a tempo? Nos dias em que muitos pensamentos são os que tomam de assalto a minha mente, esta é a pergunta que teima em querer ficar.

É certo que tenho 30 anos, não sou nova, mas também não sou velha! Não estou nos meus loucos 20 anos em que tudo era permitido e quase tudo estava ao alcance de um estalar de dedos. Mil e uma decisões eram tomadas no calor do momento. Hoje, porém as decisões são bem ponderadas. Analiso com precisão cirurgica as decisões e a consequências dos meus actos, no entanto não consigo (nem quero!) não me deixar levar pela tentação da mudança, pelo sonho de me realizar profissionalmente.

Já virei a mesa e disse basta algumas vezes, as suficientes para perceber que todas as decisões têm a suas consequências, mudei de vida e voltei a mudar, porque acredito que há um lugar para todos nós e que essencialmente devemos fazer o que realmente nos preenche e realiza. Devemos essencialmente ser Felizes!

Não consigo absorver a ideia de que "primeiro estranhas depois entranhas", não consigo, já tentei "entranhar" mas continuo a estranhar, continuo a querer mudar.

Ao longo destes anos de mudanças ganhei resiliência, uma capacidade incrível de me adaptar uma e outra vez, de ultrapassar obstáculos.

Mas, já não tenho 20 anos, não sou velha, mas também não sou nova.

 

 

 

Dizem que começar de novo uma e outra vez é coisa de teimosos, mas eu respondo com a minha definição de fé e de resiliência, que me fazem acreditar que vale a pena.

Maria Inês.

 

4 comentários

Comentar post