Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria Inês.

por Inês Saraiva

Maria Inês.

por Inês Saraiva

A Vida não é só para gente magra.

A vida é muito mais do que 86-60-86. É feita de formas, de contornos, de pernas que às vezes roçam uma na outra.

A verdade é que crescemos com a perfeição da Barbie, oh! angustiante boneca, perfeita, linda e com uma vida imaginária de sonho!

Talvez por isso, também aspirámos muitas vezes ser a Barbie, mas até ela mudou... porque a gente de carne e osso também tem "anca larga"!

Cresci com a ideia de "não querer ser gorda", por sorte nunca sofri de nenhum distúrbio alimentar, mas hoje consigo perceber o quão rídiculo era este pensamento. Devemos cuidar da nossa saúde, mas sem exageros.

Cuido de mim, vou ao ginásio quando posso, tenho uma alimentação cuidada e acima de tudo faço por estar e ser Feliz, mas tudo isto porque me sinto bem em fazer tudo isto por mim e só por mim!

 

A vida não é só para gente magra..

Deviam também ter este pensamentos os críticos que ao verem desfilar na semana da moda de Nova Iorque, a fabulosa linha de lingerie para mulheres que vestem a partir do número do 42 de Ashley Graham, bradaram aos céus "Qual é a piada de uma gaja obesa?”, “Não é sexy, é nojento”, “Mas alguém quer ver isto em lingerie?”....

 

mw-860.jpg

 What the f***?!

Com pensamentos destes, entre o mundo da moda, que quer queiramos quer não, influênciam globalmente, não admira que haja por aí tantas mulheres e miúdas com vergonha dos próprios corpos, que os escondem debaixo de roupas largas, a terem vergonha de usar um biquíni, a refugiarem-se no ginásio e em dietas loucas, como se mostrar os contornos de um rabo volumoso fosse um crime nacional!

Vivem escravizadas por estereótipos de beleza, como se não houvesse mais vida para além dos 50 quilos!

Como se a vida, a moda, a lingerie não seja para mulheres que vestem acima de um 36, falei em 36?! Já estou a cometer um crime! (ahahah)

 

A tudo isto Ashley Graham respondeu no seu Instagram: “Estou tão orgulhosa do quão longe a minha linha de lingerie para a Addition Elle conseguiu chegar! Mostrá-la pelo segundo ano consecutivo na Semana da Moda de Nova Iorque é um sonho tornado realidade! Para qualquer menina ou mulher que alguma vez sentiu que não estava a ser representada pela moda, televisão ou pelos media por causa do seu tamanho, agora estão e vão estar para sempre!”

 

Go Ashley! 

Porque o importante é como tu te sentes, enquanto mulher, enquanto pessoa e não aquilo que os outros pensam de ti!

A tua saúde primeiro sim, mas o Amor por ti própria também!

 

 

 

 

Essencialmente,

Ama-te primeiro!

Maria Inês.

13 comentários

Comentar post