Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria Inês.

por Inês Saraiva

Maria Inês.

por Inês Saraiva

Bacalhôa Buddha Eden. Garden Of Peace.

Buddha Eden. Jardim da Paz.

 

image1 (1).JPG

Na semana passada rumámos a sul em família, momentos que vos fui monstrando pelo instagram, na ida, decidimos fazer uma paragem no Alentejo, Monsaraz e São Pedro do Corval foram os locais eleitos, iremos falar sobre esta paragem mais tarde.

O mesmo decidimos fazer quando voltamos ao coração do interior, a escolha não foi difícil e decidimos parar na Quinta dos Loridos, no Bombarral! 

A Quinta dos Loridos acolhe o Bacalhôa Buddha Eden o maior jardim oriental da Europa, são cerca de 35 héctares de jardim. Um jardim que inspira, calmo, onde se respira paz e harmonia em cada canto. O jardim foi criado em protesto contra destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, no Afeganistão. Um acto barbárie cultural que apagou para sempre obras-primas do período tardio da Arte de Gandhara. 

A paz que vos falei começa a fazer-se sentir assim que atravessamos os arcos que simbolizam o portão de entrada para o jardim.

Iniciámos então o nosso percurso a pé, também existe a possibilidade de o fazer num comboio turístico por mais 0,50€, que faz pequenas paragens ao longo do percurso, no entanto acho que o melhor é visitar a pé, fazendo uma caminhada calma e apreciando as várias estátuas em mámore e granito espalhadas pelo percurso.

As estátutas imponentes observam-nos com calma, passamos pelo lago central onde observamos os peixes KOI, e dragões esculpidos que se erguem da água, e, sem nos apercebermos estamos em frente à escadaria central, o ponto focal do jardim, onde os Buddhas dourados dão calmamente as boas-vindas aos visitantes.

Nesta altura existiam pequenas filas para tirar fotografias com os "buddhinhas", mas nada que fosse desesperante! Vale a pena a espera porque as fotografias ficam sensacionais!!!

Subimos a escadaria e observamos os Buddhas de tamanho colossal, impressionante a serenidade que transitem a quem por ali passa. Ali ao lado estão também, perfeitamente alinhados o exército de soldados de terracota pintados à mão, cada um deles único, encontrando-se alguns enterrados, tal como há 2.200 anos. 

O passeio pede calma, o jardim convida-nos a relaxar e sentir a tranquilidade do local. 

O jardim acolhe ainda uma exposição de eculturas de renomados artistas, como Joana Vasconelos. A entrada no jardim custa 2,50€, mais informações aqui.

IMG_9809.JPG

 

IMG_9696.JPG

IMG_7661.JPG

IMG_7662.JPG

 

IMG_7663.JPG

IMG_7671.JPG

IMG_7676.JPG

 

IMG_7688.JPG

IMG_7695.JPG

IMG_7745.JPG

IMG_7747.JPG

 As fotografias que aqui vos deixo são capazes de transmitir o encanto do jardim. No entanto nada é melhor do que o viver, foi a segunda vez que o vivi, que senti a sua paz, e, certamente não será a última.

 

 

 

 

Porque há um mundo para descobrir dentro do nosso mundo.

Maria Inês.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.